Tem muita coisa!

Bom… tenho TANTA coisa pra contar, que eu nem sei por onde começo… 

Já sei! 

Casamento do Vinícius – 12/11/2004 

Sem dúvida, foi uma das melhores festas que eu já fui. Praticamente a turma inteira INTEIRA estava lá. Só não “jogamos completos” devido à ausência do Diego e do Eduardo. Um pena, já que essa festança vai ficar guardada pra sempre na memória! 

No começo estávamos meio desanimados (pra falar a verdade, acho que eram as brejas que ainda não tinham subido pra cabeça). O fato é que certa hora chamei o pessoal e disse: 

Porra! Se a gente não puder tocar o puteiro nessa festa, ninguém mais pode!!! (lembrando que éramos os melhores amigos do noivo). 

Foi quando o Bergonso pegou o meu recado e subiu no palco. Ele passou correndo na frente do vocalista e saiu do outro lado. Eu e mais meia dúzia tivemos que acompanhá-lo, claro. E foi aí que tudo começou… 

O Vinicius foi o noivo mais ‘chupeta’ que eu já vi. O cara não parou de dançar e beber UM MINUTO sequer. Quando o copo dele esvaziava, aparecia uma legião de garçons pra encher o tanque. Serviço 5 estrelas desse buffet! 

Lá pro meio da festa subimos novamente no palco pra dançar… que música mesmo? Acho que era ‘Rainning men’ ou outra dessas de boiola, não lembro. Os caras soltaram a franga ! (eu não pq sou muito macho !!). Dançamos ‘can-can’ e o escambau. Tem até foto! 

No final da festa comecei olhar ao meu redor e lembrei de um fato muito engraçado que havia acontecido com nossa turma. No 2o. colegial, eu, Renato, Marcos, Vinicius, Bergonso e Diego fizemos um trabalho de escola que consistia num clipe de música. Isso mesmo! Nós tocamos (de verdade, sem essa d playback) ‘When I come Around’ do Green Day. Foi quando eu notei que TODOS nós estávamos lá, com exceção do Diego. Cheguei para o Vinicius e falei pra gente “relembrar os velhos tempos” e tocar novamente esse hit dos anos 90. Ele não pensou duas vezes. Assim que a banda terminou de se despedir, nós subimos novamente no palco e tomamos posse dos instrumentos! Renato e Marcos no vocal, Vinicius na guitarra, eu no baixo e Bergonso na bateria.

Olha, naquela altura do campeonato eu já estava mais pra lá do que pra cá e, mesmo assim, achei que o som ficou uma merda. Imagine como deve ter sido nossa “performance” . O que vale é que nós conseguimos tocar a música inteira, de uma vez e de primeira! 

Na hora de ir embora só nossa turma e meus pais. É… meus pais acabaram indo embora com a gente. Daí ta explicado pra quem eu puxei… 

Parabéns, Vinicius e Dani! Espero que vocês sejam muito felizes! 

Tinha mais coisa…. 

Mas deixa que eu conto em outro post!

Advertisements

Tem muita coisa!

Bom… tenho TANTA coisa pra contar, que eu nem sei por onde começo… 

Já sei! 

Casamento do Vinícius – 12/11/2004 

Sem dúvida, foi uma das melhores festas que eu já fui. Praticamente a turma inteira INTEIRA estava lá. Só não “jogamos completos” devido à ausência do Diego e do Eduardo. Um pena, já que essa festança vai ficar guardada pra sempre na memória! 

No começo estávamos meio desanimados (pra falar a verdade, acho que eram as brejas que ainda não tinham subido pra cabeça). O fato é que certa hora chamei o pessoal e disse: 

Porra! Se a gente não puder tocar o puteiro nessa festa, ninguém mais pode!!! (lembrando que éramos os melhores amigos do noivo). 

Foi quando o Bergonso pegou o meu recado e subiu no palco. Ele passou correndo na frente do vocalista e saiu do outro lado. Eu e mais meia dúzia tivemos que acompanhá-lo, claro. E foi aí que tudo começou… 

O Vinicius foi o noivo mais ‘chupeta’ que eu já vi. O cara não parou de dançar e beber UM MINUTO sequer. Quando o copo dele esvaziava, aparecia uma legião de garçons pra encher o tanque. Serviço 5 estrelas desse buffet! 

Lá pro meio da festa subimos novamente no palco pra dançar… que música mesmo? Acho que era ‘Rainning men’ ou outra dessas de boiola, não lembro. Os caras soltaram a franga ! (eu não pq sou muito macho !!). Dançamos ‘can-can’ e o escambau. Tem até foto! 

No final da festa comecei olhar ao meu redor e lembrei de um fato muito engraçado que havia acontecido com nossa turma. No 2o. colegial, eu, Renato, Marcos, Vinicius, Bergonso e Diego fizemos um trabalho de escola que consistia num clipe de música. Isso mesmo! Nós tocamos (de verdade, sem essa d playback) ‘When I come Around’ do Green Day. Foi quando eu notei que TODOS nós estávamos lá, com exceção do Diego. Cheguei para o Vinicius e falei pra gente “relembrar os velhos tempos” e tocar novamente esse hit dos anos 90. Ele não pensou duas vezes. Assim que a banda terminou de se despedir, nós subimos novamente no palco e tomamos posse dos instrumentos! Renato e Marcos no vocal, Vinicius na guitarra, eu no baixo e Bergonso na bateria.

Olha, naquela altura do campeonato eu já estava mais pra lá do que pra cá e, mesmo assim, achei que o som ficou uma merda. Imagine como deve ter sido nossa “performance” . O que vale é que nós conseguimos tocar a música inteira, de uma vez e de primeira! 

Na hora de ir embora só nossa turma e meus pais. É… meus pais acabaram indo embora com a gente. Daí ta explicado pra quem eu puxei… 

Parabéns, Vinicius e Dani! Espero que vocês sejam muito felizes! 

Tinha mais coisa…. 

Mas deixa que eu conto em outro post!