E agora?

Image

Advertisements

É amanhã! 1º de Setembro!

PanfletoSite

mundo-dia-do-corinthians

Eternamente dentro de nossos corações

Quinta-feira, 30 de Abril de 2009. Recebo a ligação da Ju, irmã da Rê, ambas grandes amigas de Mogi Guaçu. 

– “Oi, Sel! Tudo bem? Ainda disposto trocar um rim por um ingresso pra final?”

 “Ha! Pegadinha do Mallandro”, logo pensei. Tinha colocado uma frase no meu MSN, falando que estaria disposto até a trocar um rim pra conseguir ver o jogo de dentro do estádio.

– “Fala sério Ju! O que levaria uma palmeirense ajudar um corintiano a ver seu time jogar uma final de campeonato?”

– “Meu amigo tem dois ingressos sobrando! Vai! Fala logo se vc quer, antes que eu me arrependa!”

E foi assim que eu consegui comprar dois ingressos para a final do Paulistão 2009.

O problema é que eu já tinha comprado passagens para Assis, já que sexta-feira seria feriado. Liguei para o Vinicius, meu amigo infância e corintiano fanático:

-“Vinicius! Consegui dois ingressos pra final! Mas to indo pra Assis hj! Vamos voltar comigo pra SP, pra ver o jogo?”

– “Demorô!!!!!”

 E foi assim o combinado. Fui pra Assis na quinta a noite e voltei de carro com o Vinicius no domingo de manhã.

Domingo, 3 de Maio de 2009. Chegamos em SP e minha irmã foi com a gente pra frente do estádio. Ela queria um ingresso tb, nem que fosse pra doar um rim comprar de cambista.

01_021

Bando de louco!

Depois de um tempinho de procura conseguimos achar o ingresso. Pronto! Estávamos todos os 3 com suas entradas na mão. Só que os boatos ao redor do estádio falavam que muitos ingressos haviam sido falsificados. Aí começamos a ficar preocupados.

Deu umas 14h30 e resolvemos entrar no estádio. A tensão ia aumentando à medida que íamos chegando perto das catracas. Mas parecia que S. Jorge estava olhando a gente naquele momento. Ao inserir o bilhete na catraca a luzinha verde acendeu e estávamos todos os 3 dentro do Pacaembu.

03_02

É nóis no tobogã

Enquanto esperávamos o jogo começar conhecemos a D. Helina (de Helena + Joaquina, segundo ela). Uma senhora muitíssimo simpática e trajada de Corinthians da cabeça aos pés.

D. Helina segurava firme uma bandeira do Timão em suas mãos e comentou que aquela mesma bandeira estava em cima do caixão do seu marido, que havia falecido e sido enterrado no dia anterior.

 -“Ele queria muito ver esse jogo. Ainda estou com o ingresso dele aqui no meu bolso. Mas tenho certeza que ele tá aqui com a gente agora!”

04_02

Neiva de D. Helina

Ao lado de D. Helina estava seu filho e duas netas. Todos apreensivos e esperando o apito incial do jogo.

A partida foi tensa. O Corinthians não jogou bem no primeiro tempo mas coneguiu empatar a partida que começou perdendo. No segundo tempo o time melhorou e não foi difícil segurar o 1×1 até o final.

Ao fim do jogo os torcedores começaram a se abraçar e o grito de “É CAMPEÃO” ecoava por todo estádio. Uma das netas de D. Helina com os punhos cerrados apertava com força a bandeira do avô e olhando para o campo, com um olhar distante, chorava compulsivamente.

Ficamos pra ver o William levantar a taça pegando fogo e a volta olímpica. Voltamos pra casa e assitimos a todos programas esportivos possíveis, claro.

O Corinthians, enfim, voltou a ser campeão paulista. Não levantávamos o caneco do estadual fazia 6 anos e essa espera foi muito mais agravada com o descenso do time à Serie B do campeonato nacional. Mas a gente que é corintiano tá acostumado com isso. Podem chamar de “roxo”, podem chamar de “louco”. Mas somos mesmos é FIÉIS e iremos apoiar o Timão sempre que ele precisar da gente. Pq o Corinthians esteve, está e estará eternamente dentro de nossos corações.

Fenomenal

Uma das funções desse meu blog é registrar alguns momentos da minha vida. Tento escrever aqui coisas que estou passando, sentindo, vendo, curtindo, etc.

Ontem eu vi, na tranquilidade e conforto da minha casa, um gols mais impressionantes marcado por um jogador do Corinthians. Sim, sim: estou falando do golaço do Ronaldo.

Não tinha como eu não postar esse gol aqui! Tenho que registrar esse momento no meu blog, pô!

Ah! Mas deixo claro que o 1º gol do Fenômeno foi tão difícil quanto essa obra prima. E o Felipe também pegou MUITO ontem!

Confiram, na narração do espetacular José Silvério:

P.S: Ontem, dia 26 de Abril, foi dia do goleiro. Parabéns à todos os guarda-metas do Brasil e do mundo!

Apenas um

Semana passada um fato inusitado mexeu as torcidas da Inglaterra e do Brasil. O poderoso Manchester United deve ter ficado com o cotovelo inchado tamanha foi a repercursão da volta do Ronaldo Fenômeno.

Como resposta, o time inglês fez uma camista:

ronaldo_mancheste2

Não demorou muito para o Corinthians ficar sabendo e dar troco:

ronaldo-436

ronaldo-436-ingles

Na minha opinião, não haveria a necessidade de um revide. Afinal, uma vez que você diz que só há “um” Ronaldo, você está aceitando existem mais! Por exemplo, qual seria a graça de fazer uma camiseta: “Só há um Rooney.”? Todo mundo sabe que só tem um Rooney e não tem pq ficar falando isso.

Acontece que essas atitudes mostram como é grande o amor e a rivalidade entre dois times, mesmo que estejam em países diferentes. E já que é pra dar uma resposta, na minha opinião, essa seria melhor:

resposta_03

Uma pequena pausa

Faremos uma pequena pausa entre um post e outro sobre a minha viagem. O texto da minha próxima parada tá quase pronto.

Queria compartilhar com vc’s o post que eu li no blog do Mauro Beting.

Pra quem nao sabe, o Mauro Beting é um dos mais conscientes jornalistas esportivos do nosso país. Ele escreveu um texto genial falando do drama do meu Corinthians, ano passado.

Ah! Pasmem: Mauro Beting é palmeirense!

 

Fora de série (B) é o Corinthians

Tive um pesadelo. Lembro de ter olhado no relógio a hora: 18h16min51s. O dia era dois de dezembro de 2007. Um domingo qualquer. Terminou o jogo. Parecia no Olímpico. Parecia o Grêmio do outro lado. Parecia o Corinthians. Mas só parecia: como poderia ser o campeão dos campeões, o maior vencedor do Paulistão, o campeão do mundo de 2000, o único do planeta que tem uma torcida que é dona do clube – apesar dos danados que o doaram pros primeiros forasteiros que arrombaram os portões e cofres com picaretas.

Não poderia ser o Timão aquele timinho. Como poderia uma equipe que só dependia dela entrar com mais de 20 minutos de atraso, atrás de todo mundo? Só poderia ser um time que ficaria atrás de quase todos no campeonato.

Não pode ser. Levou 14 anos para Dualib deixar o clube! Quando largou o osso ralado, era hora de voltar a ser Corinthians. De ser mais corintiano. Do povo. Da raça.

Mas ainda bem que era só um pesadelo. Até Clodoaldo fez gol pro Corinthians, no Olímpico. Só em sonho! Era só o Inter empatar em Goiás para salvar. Ainda bem que Clemer defendeu o pênalti de Paulo Baier. Ainda bem que time grande não cai. Sorte que árbitro não manda repetir duas cobranças de pênaltis…

Sei não. Tem gente que fala que não existe pesadelo. Mas será que tudo isso aconteceu? Não é possível. Como pode se em todo jogo em 2008 eu vi gente saindo pelo ladrão no Pacaembu, e não mais ladrão saindo com gente do Parque São Jorge? Eu vi gente acreditando como sempre desde 1910. Eu vi maloqueiro e sofredor, graças a Deus, não abandonando. Não parando. Acreditando. Corintianando.

Tem gente dizendo que eu dormi um ano todo. Parecia o Dualib. O Nesi. Parecia o time de 2007. Mas o que vejo em 2008 é o Corinthians de sempre. Em qualquer campo, em qualquer divisão, Timão é multiplicação. Tem muita gente dizendo que amanhã é o dia de subir. Mas ontem ninguém caiu. Fiel pode até ser rebaixado – mas não se rebaixa. Quem derrubou o Corinthians não foi corintiano.

Na boa, e com respeito a todos: raros sabem perder e ganhar como nenhum outro jamais venceu. Ainda mais raros (embora muitos) nasceram sabendo que quem ama não perde. Podem até ter times melhores. Mas mais amados? Parece utopia. Parece pesadelo. E esse de 2007 eu acho que não vi, nem vivi.

Não existe série A ou B. Só um fora de série. Só um Corinthians.

É por ele que o Pacaembu vai celebrar não se sabe ao certo o quê. Só se sabe que é Corinthians.

Nem faz taaaaaaaanto tempo assim…

Essas aí foram tiradas no final do ano passado, quando o Todo Poderoso sagrou-se TETRACAMPEÃO Brasileiro. 

dsc00219

Eu, Fabião, Alê, Pomari e Calango 

dsc00221

Dieguinho, Diego, Gabriel e Pedrão. Nesse dia só deu Timão.