Substituição

Liberou uma vaga no bar do Balls Brothers. O Fabrizio foi transferido pra la’. Para a sua vaga ele indicou o Thiago, seu “flatemate” . Agora o Thiago e’ meu companheiro de trampo. Ele ainda ta’ meio perdido mas logo vai pegar o jeito.

Tchau verao.

Domingo passado foi o ultimo dia de calor aqui. Pelo menos eu o aproveitei bem. Depois de escrever aquele ultimo post, fui para minha ex-casa. La’ encontrei com o Fabrizio e o Thiago. Compramos umas brejas e passamos a tarde bebendo e jogando conversa fora.

Medo.

Devia ser umas 17h30 e eu e Thiago andavamos na beira do Tamisa. Era nosso break e estavamos indo ver o David Blane ( aquele magico idiota que ta’ dentro de uma caixa de vidro ja’ faz uns 20 dias). Frio da porra e um vento gelado soprava na nossa cara. Foi quando eu vi um trecom que me assustou: uma menina vestida com uma mini-saia e uma fina blusinha de alca. E ela andava como se estivesse em pleno janeiro no Guaruja. Olhei para o Thiago e falei: Imagina quando o frio REALMENTE chegar…

Supresa.

O Marcos gravou um CD’s pra mim e a Re ficou encarregada de envia-los. Quando abria a correspondecia com os ditos cujos qual nao foi minha surpresa quando vi um CD escrito: Aurea Maiden – Tribute to Aurea’s son.

Pra quem nao sabe minha mae chama-se Aurea e o Marcos fez um pequeno “trocadilho” com o nome dela e o da minha banda favorita. Mas o que eu tenho que destacar aqui, alem da criatividade de meu amigo, foi a selecao de musicas que ele escolheu. Ele gravou as musicas que eu mais gosto de CADA CD do Iron em um unico CD.

O mais impressionante e’ que nao sei como o Marcos conseguiu lembrar EXATAMENTE de CADA musica de CADA album! Sao 13 albuns no total e estavam la’ as melhores musicas (na minha opiniao) de cada um deles. Fiquei impressionado pq o MArcos e’ aquele tipo de cara que nao lembra o que ele almocou no dia anterior, mas ele teve o dom de lembrar dos meus sons favoritos.

Valeu, fiiiiiii!

E por falar em Iron…

Essa musica tem muito a ver com o que eu to passando aqui. Prestem atencao:

Wasted Years

From the coast of gold, across the seven seas,
I’m travelling on, far and wide,
But now it seems, I’m just a stranger to myself,
And all the things I sometimes do, it isn’t me but someone else.

I close my eyes, and think of home,
Another city goes by, in the night,
Ain’t it funny how it is, you never miss it til it’s gone away,
And my heart is lying there and will be til my dying day.

So understand
Don’t waste your time always searching for those wasted years,
Face up…make your stand,
And realise you’re living in the golden years.

Too much time on my hands, I got you on my mind,
Can’t ease this pain, so easily,
When you can’t find the words to say, it’s hard to make it through another day,
And it makes me wanna cry, and throw my hands up to the sky.

So understand
Don’t waste your time always searching for those wasted years,
Face up…make your stand,
And realise you’re living in the golden years.

Advertisements

Outra semana

Essa foi outra semana “daquelas”, mas bem mais calma comparada com a do “Breakdown”. Acho que estou me acostumando.

O mais foda desse trampo e’ que sou exigido 95% fisicamente. Praticamente nao tenho que ficar “pensando” muito, principalmente agora que eu estou pegando o jeito da coisa. Conclusao: tenho muito tempo pra pensar na vida.

Nao tem um dia que eu nao penso em cada um de vc’s que estao ai no Brasil. Ate’ mesmo vc que esta’ lendo esse post agora. Ou ate’ mesmo vc que deve pensar que eu NUNCA saberei que vc acessou esse blog. E ATE’ mesmo aqueles que nao sabem nem como ligar um computador e nem tem uma conta de email – tb pensei em vc.

E pra “piorar” estou trampando com o Fabrizio. Nao tem UM dia que nao relembramos algumas “aventuras”. Esses dias estavamos conversando sobre aquela nossa “viagem” ( em todos os sentidos da palavra) para o rancho do Renato em Florinea. Meu… que loucura…

Iron Maiden

Marcos e Rosca – vc’s escutaram o novo CD do Iron? O que acharam? Vou ter que confessar uma coisa: to decepcionado. Tudo bem que estou ouvindo o CD ha’ uma semana apenas e ainda preciso de tempo pra me acostumar, mas ainda assim achei esse novo album bem fraquinho.

As 3 primeiras musicas sao do caralho! ( Wildest Dreams, Rainmaker e No more lies) mas o resto do CD me pareceu um X Factor reciclado. Vc’s tiveram essa mesma impressao?

Cometando comentarios

Deia, valeu!!! Pode ter certeza que sao pessoas como vc que fazem crer que tudo isso que eu to passando vai ser bom pra mim! Fica com Deus.

Bia, CADE A NOTICIA BOMBASTICA???? QUER ME MATAR DE CURIOSIDADE????

Sy, camisa do ROBERTO CARLOS? Tudo bem que vc nao entende muito de futebol (vide o time que torce), mas com TANTO craque no Real vc vai me pedir a camisa do mais perna de pau? Tsc, tsc, tsc…

ROSCA! Que milagre vc por aqui… Como vao as coisas, doutor?

Dri, aquela festa junina faz parte de um passado distante. Mas vc tinha que ter visto aquela zona ao vivo….

Fabio, nunca mais vi o Deak. Vc tem noticias dele?

Fernanda, me passa seu end. novo!!!

Re, pode nao parecer por foto, mas pessoalmente a Natalia lembrava MUITO vc.

Chega de metaliguagem!

Tchau pra vc’s!

Beijos e abracos

Sel

Segundo post – Londres

Bom… eu sei que ninguem vai acreditar, mas vou contar assim mesmo.

Domingo passado aconteceu uma tradicional corrida de barcos aqui em Londres. Somente dois participantes: Oxford e Cambridge.

Esse evento costuma renunir um MONTE de ingleses na beira do rio Tamisa para ver a corrida.
Meu “pai” levou eu, Russel e a Rebecca ate’ o rio para nos darmos uma olhada. Quando estavamos perto da ponte de Hammersmith um cara atravessou a rua na nossa frente. Russel gritou: ” Esse cara e jogador do Chelsea!!”. Era um dinamarques que eu nunca tinha visto na vida. Ate’ ai foda-se! Nao estou nem ai pra Dinamarca e MUITO menos pro Chelsea, que e’ arqui-rival do Fulham. Foi quando eu notei que tinha esquecido minha maquina fotografica. Talvez poderia encontrar alguem famoso la’…

O mais incrivel aconteceu enquanto esperavamos os barcos passarem perto de Hammersmith. Estavamos num lugar que tinha uma banda tocando e um lugar vendendo cerveja e refrigerante. Dai eu olho pro lado e tomo um PUTA susto.

Vi um cara que eu ja tinha visto antes… Chamei o Russel e pedi pra ele perguntar o nome do cara.
Ele quis saber pq e eu disse: ” Eu acho que aquele cara e’ um dos guitarristas do Iron Maiden…”. Russel nao acreditou em mim e nao quis ir falar com o cara. Minhas pernas estavam tremendo… nao tinha coragem de ir falar com o tal homem. Dei um golao na minha cerveja e falei: “Foda-se”.

Cheguei pro cara e falei: “Desculpe te incomodar, mas vc poderia me dizer o seu nome”. Ele respondeu: ” Diga-me o seu primeiro!”. Eu disse e falei que era brasileiro. Ele me respondeu: “Meu nome e’ Janick” (mas fala- se “IANICK”). Eu disse: “Ja-ja-ja…Janick Gers? Vc e’ um dos guitarristas do Iron Maiden???”. Ele respondeu calmamente: “Sim”. Minhas pernas comecaram a tremer e eu nao sabia o que falar… Disse a ele que eu era fan do Iron. Ele disse que amava o Brasil. Eu falei que estava no Rock in Rio de 2001 e no Monsters of Rock de 1996. Perguntei sobre o novo album e ele disse que Steve Harris estava em NY e logo eles terminariam o disco. Dai o Russel apareceu com um pedaco de papel e uma caneta. Pedi um autografo e ele pediu para eu soletrar meu nome. Agora eu tenho um
pedaco de papel escrito: “To Anselmo, Best Wishes. Janick Gers”.

E a maldita maquina fotografica estava laaaaaaa’ no meu quarto…

E isso.

Abracao pra todo mundo!

Anselmo

P.S: Oxford ganhou a corrida de barcos. Mas QUEM SE IMPORTA????????????????