Dublin

de 20 a 23 de Agosto de 2008

Peguei meu vôo em Manchester às 13h35 e às 14h30 já cheguei em Dublin. 

Como eu estava vindo de um país da Comunidade Européia, nem me preocupei com a Imigração na Irlanda. Mas tive que passar por ela mesmo assim. Acontece que a ANTA aqui tinha deixado minha passagem de volta dentro da mala que havia sido despachada. O agente da imigração entao começou a desconfiar pq nao tinha prova que eu iria sair da Irlanda tão cedo. Mostrei meu cartão do trabalho, meu dinheiro (ele contou na minha frente), meus cartões de crédito… Mas o que me salvou foi meu itinerário de viagem que eu tinha imprimido. Nele constava todos os lugares que eu tinha passado e iria passar, dia-a-dia. Daí qdo o agente viu que no itinerário constava minha saída de Dublin no dia 23 de Agosto ele me deu o visto de entrada com vencimento em 24 de Agosto. 

O problema agora era encontrar com a Deise, que iria me hospedar na capital irlandesa. Eu ainda nao a conhecia pessoalmente uma vez que ela era amiga de uma amiga minha. Havíamos trocado uns emails combinando sobre minha chegada, mas ainda nao tinha visto a cara dela. Mas depois de um tempinho no aeroporto (sabe Deus como) consegui indentificá-la e fomos pra casa dela. 

A Deise mora num apê mto bacana próximo ao centro de Dublin. Ela mora com mais 6 amigas e haviam outras duas visitando elas. Ou seja éramos em 10 num apê com 4 quartos. 

Passei em vários locais bacanas lá! Dei vários rolês pela O’Connell e a Grafton Street, fui ao Stephen’s Green Park, Phoenix Park, Dublin Castle, St. Patrick’s Church, Marrion Square e claro: vários pubs!Boa parte do meu tour estava todo descrito no guia que a Thais fez pra mim! =) Mas o que eu mais curti foram a Guinness Storehouse e o Croke Park. A Deise foi comigo na maioria desses lugares e foi, além de ótima anfitriã, uma grande companheira de passeio! 


Pub irlandês com música irlandesa ao vivo! 


Outro pub, agora com um cover da Creep (Radiohead)

Guinness Storehouse. – Admission Ticket: €15,00 
É um museu da Guinness que fala desde sua história até o processo de fabricação de uma das cervejas mais famosas do mundo. O museu é no formato de uma pint de Guinness e vc vai subindo por dentro dele. Lá no topo tem um bar com uma vista de 360 graus aonde pode-se ver boa parte de Dublin. Ah, sim: todos que ingressam no tour tem direito de beber uma Guinness lá no topo, contemplando a paisagem. 

Croke Park – Admission Ticket: € 8,00 
Trata-se do maior estádio de esportes amadores da Europa. E posso afirmar: É GRANDE! O Croke Park foi construído para receber jogos tradicionais irlandeses, como o Futebol Gaélico e o Hurling. O estádio também conta com um museu que fala um pouco da história desses dois esportes. 

Na minha última noite em Dublin saímos para conhecer uns pub. Fomos ao Temple Bar, região no centro famosa por suas baladas. Passamos por umas 3 baladas e bebi várias Guinness. Fui dormir já era quase 4h e às 6h estava levantando pra pegar o ônibus para Belfast.

Manchester

de 18 a 20 de Agosto de 2008

Cheguei em Manchester e deixei meu mochilão no locker da estação de trem que eu desembarquei. Saí pra dar uma volta e logo vi que o local que eu combinei de encontrar com a Mel (que conheci pelo CouchSurfing e iria me hospedar). Dei uma volta pelo centro e às 17h encontrei com ela no local marcado. Tomamos uma cerveja e fomos pra casa dela. 

No outro dia fui para o Old Trafford e City of Manchester Stadium, estádios do Manchester United e Manchester City, respectivamente. Ambos são lindos e suas estruturas são de cair o queixo. O Old Trafford, por exemplo, tem lugares reservados para cegos! Isso mesmo: cegos! Do lado de suas poltronas tem um plug para encaixar um fone de ouvido e escutar o jogo pela rádio. 


Old Trafford

Já o estádio do Manchester City tem uma sala com gramado artifical e climatizada, para os jogadores fazerem o aquecimento. Tudo muito organizado, limpo e muito bem cuidado.

City of Manchester

Depois de visitar os estádios ainda tive um tempinho para passar na Art Gallery de Manchester. 

À noite a Mel me levou num pub perto da casa dela. Ela tinha combinado com uns amigos de irem lá para poder me apresentar à eles. Acabei conhecendo uma galera mto legal! De quebra, conheci o baixista e a baterista de uma banda de Manchester chamada “The Whip“. 

manchesterNathan Sudders (baixo – The Whip), Lil Fee (bateria- The Whip), Mel e eu.  

No outro dia fui comprar uns euros e depois já fui para o aeroporto pegar meu vôo para Dublin.


The Whip – Blackout

Stonehenge, Bath e Cardiff

de 15 a 18 de Agosto de 2008

Sai de Londres e minha proxima parada foi Salisbury. La paguei um tour para ir a Stonehenge (transporte + acesso ao local). Na inda conheci a Soo Hyun, uma coreana (sim, eles me perseguem!). Stonehenge sem duvida tem uma magia especial! Desde pequeno sonhava em conhecer aquele lugar e nao me arrependi! 


Vídeo que fiz em Stonehenge. O clima ajudou mto!

De Salisbury fui pra Bath e la peguei um bus pra Radstock, que é a cidade aonde o Torreti mora. Encontrei com ele na frente do hotel da cidade e fomos pra casa dele. La conheci a Sarah, sua mulher. Ela é uma inglesa super gente-fina!! O Marcao (tb de Assis) e a sua mulher (de Pedrinhas) apareceram lá tb. Fizemos um churrascao IRAAADO! Bebemos um monte e comemos mais um monte! No outro dia o Torreti e a Sarah foram me levar pra Bath. 

Em Bath encontrei com a Elle (chinesa que estudou comigo em Londres, em 2003). Fomos juntos pra casa do Geoff, que eu ia ficar na casa e conheci pelo Couch Surfing. Saimos pra dar uma volta e encontramos com mais uma galera do Couch Surfing. Entre eles, estava o Bob, que iria me hospedar em Cardiff no dia seguinte! Ficamos andando por Bath o dia todo. Foi bem legal mas pena que o tempo nao ajudou mto… só choveu! No final do dia fui com o Geoff a um pub e la conheci uns amigos dele. Entre eles tinha um que tinha morado no Brasil e falava um pouco de portugues. 

De Bath fui pra Cardiff, no Pais de Gales. Encontrei com o Bob e Alice (francesa que ele tb estava hospedando) na estacao central e saimos pra dar uma volta. Cardiff parece ser uma cidade bonita, mas nao tivemos mto tempo pra conhece-la melhor. Voltamos ao ap do Bob e ele preparou um jantar pra gente. Comemos assistindo “Diarios de Motocicleta”. Fui dormir e no outro dia de manhã ja fui pra Manchester… 

cardiff01 Alice, eu e Bob.

É isso.

Londres!

de 10 a 15 de Agosto de 2008

Minha passagem pela imigracao foi tranquila! Conversei uns 5 minutos com o agente da policia e ele me deixou passar.

Cheguei facinho na casa do Michael e da Julie. O Russell estava la me esperando, ja que ele nao mora mais com os pais. Conversamos bastante sobre varias coisas, inclusive futebol (claro). O Michael me deu uma camisa do Fulham em troca da do Corinthians que eu dei pra ele. Comemos uma pizza e fomos dormr.

No outro dia eles me deixaram na estacao de Hammersith, oeste de Londres. Me despedi deles dizendo que agora e’ a MINHA VEZ de recebe-los no Brasil. =)

Tinha combinado de encontrar com o Thiago (meu amigo de qdo morei aqui) as 16h30 no centro de Londres. Cheguei no centro as 9h30 e deixei minha mochila na loja de um amigo meu. Sai pra dar uma volta e as 16h30 encontrei com o Thiago. Fomos pra casa dele. Ele mora perto da estacao de Stepney Green, no leste da cidade.

Ja fui ao estadio o Fulham e do Arsenal. Passei tb na National Gallery, Camden Town, Picadilly, Oxford Street, nas minhas ex-casas (as duas que morei em Elephant & Castle) e nos meus ex-trabalhos (Balls Brothers e Cactus Blue).

Agora estou na Biblioteca da Embassy CES, minha ex-escola. Estou esperando dar o intervalo pra eu ir falar com alguns ex-professores. Parece que da minha epoca so a Cathie e Rebecca ainda estao aqui… =(

A cidade esta passando por varias reformas. A Oxford Street, por exemplo, esta intransitavel devido ao tanto de obras que estao fazendo la. Sem contar qdo ela cruza a Tottenham Court Road… ta uma BAGUNCA aquilo!

Mas parece que Londres nao mudou nada. A sensacao que tenho e que eu sai daqui mes passado…

E isso.